Arquivo do mês: junho 2017

A principal meta da Petrobras, na gestão Parente, é temerária

Graf_Alavancagem.png

Segundo de uma série de artigos em cooperação com o economista Cláudio Oliveira com o objetivo de apresentar a realidade sobre a Petrobras.

No primeiro artigo desta série, demonstramos o “Mito da Petrobras quebrada”[1], neste trataremos do plano e da estratégia corporativas. O mito foi o pilar ideológico do plano lançado em set/2016, o Plano de Negócios e Gestão (PNG 2017/21)[2] tem como principal objetivo reduzir a alavancagem, antecipadamente, a 2,5 no final de 2018. O indicador escolhido é obtido pela divisão da “divida liquida” pelo “EBTIDA ajustado” e no plano anterior seria atingido em 2020. Leia mais